Como se Tornar um Líder Inspirador por Meio do Coaching

Nas últimas décadas, muitas coisas se transformaram no universo corporativo e uma delas foi o estilo de liderança de gestores e cargos executivos, que foi reinventado para se adaptar a cultura das novas gerações que entraram no mercado de trabalho. De um estilo menos autoritário, rígido e controlador que dava pouca importância para o lado mais humano dos colaboradores, para líderes orientados a motivação e inspiração da equipe na busca dos resultados que a empresa, sempre conectados com os valores e respeitando individualmente cada indivíduo presente na organização.

Isso faz os gestores repensarem na forma como as organizações se comportam em relação a seus líderes e como é gerenciado o trabalho das equipes. Principalmente, quando tendências como o trabalho a distância e o Home Office estão chegando com força nas empresas mais modernas.

Inspirar a equipe a atingir seus próprios resultados, ao invés de obrigar

Existem três maneiras de fazer com que uma equipe de trabalho atinja seus objetivos: motivando, inspirando ou obrigando. Os líderes precisam encontrar formas de inspirar as pessoas a buscarem atingir suas metas, sem que necessariamente elas precisem sempre de recompensas externas. Estas, são fundamentais e uma excelente forma de motivar, porém elas tem efeito de curto prazo e precisam ser tratadas como algo a mais e não a essência do trabalho de uma equipe.

Por isso, é importante alinhar objetivos individuais com os da empresa, conhecer e disseminar os valores e a cultura da organização, promovendo não apenas a coerção para o atingimento das metas, mas também transformando o real sentido do trabalho de todas as pessoas.

No coaching, o líder trabalha sempre com os indivíduos pensando no futuro ao invés de remoer o passado, sempre, trabalhando acerca de possibilidades. Por exemplo, se um colaborador chega atrasado, perguntar “o que você vai fazer para não chegar mais atrasado?” ao invés de “por que você chegou atrasado?”, vai trazer a pessoa a refletir sobre seus atos e definir metas individuais, ao invés de trazer justificativas ao comportamento.

 

Conquistar a confiança das pessoas

Conquistar a equipe é fundamental para conseguir desenvolver um trabalho acima da média, tornando-se fator essencial para que as pessoas sejam capazes de assumir riscos e estimular a inovação no ambiente de trabalho. Para que isso seja possível, é essencial ter uma comunicação bem refinada e um excelente relacionamento interpessoal para que haja um canal de comunicação entre todos que seja completamente aberto.

No coaching, são trabalhadas habilidades que estimulam as pessoas a fazer a comunicação fluir por meio de uma linguagem mais aberta e que amplie as possibilidades das pessoas que estão trabalhando na equipe do líder coach. Simples mudanças na forma como nós nos comunicamos com a equipe já proporcionam grande diferença no relacionamento.

Por exemplo, antes de chegar no escritório e dizer “Bom dia, como você está?” para uma pessoa de sua equipe, experimente “Bom dia, o que fez que te deixou bem hoje?”. Por trás desta pergunta, estão algumas técnicas bem de formulação de perguntas baseadas na construção de um canal de comunicação mais aberto.

 

Desenvolver a capacidade das pessoas em resolver problemas

Você já deve ter percebido que o modelo do líder coach está baseado em fazer as perguntas certas para que as pessoas reflitam sobre o seu comportamento, promovendo um meio para que elas mesmas sejam capazes de resolver as situações. Pessoas muito controladoras, líderes inexperientes ou leigos no coaching tendem a moldar as atividades das pessoas e envolver os indivíduos em um ciclo de apenas seguir passos. Isso cria equipes dependentes que não são capazes de resolver problemas sem a presença do líder.

Para que o modelo do líder coach dê mais autonomia nas pessoas para resolverem problemas, é preciso centrar em encontrar a solução das situações mais corriqueiras às mais complexas primeiro dando poder para que o colaborador se questione sobre a situação. Isso é feito, sempre que surge uma dificuldade, devolvendo as perguntas para a própria pessoa. Por exemplo, se alguém lhe diz “Não estou conseguindo elaborar este material”, ao invés de trazer o diálogo ao passado respondendo “Quais são suas dificuldades?” e posteriormente o mostrando como fazer, iniciar a conversa devolvendo a responsabilidade da solução dizendo “o que nós podemos fazer para sanar suas dificuldades?”. Assim, ambos (o líder e o colaborador) são envolvidos na solução do problema.

 

O papel do líder coach não é dar respostas, mas sim fazer com que a sua equipe encontre as respostas que precisam para o seu dia-a-dia, de forma a promover um ambiente que ao mesmo tempo é desafiador e promove o desenvolvimento dos indivíduos que estão trabalhando com ele. O papel de uma liderança moderna deve ser sempre desenvolver as pessoas para que elas sejam capazes de assumir cada vez riscos e responsabilidades maiores.

Os ambientes modernos de trabalho são capazes de dar autonomia para as pessoas e inspirá-las a desempenhar o seu trabalho sem que haja uma supervisão controladora.

Na formação de Coaching do Instituto NEFESH, trabalhamos o mindset dos participantes para que elas sejam capazes de adaptar seu estilo de liderança para construir um ambiente propício e favorável ao desenvolvimento das pessoas. Assim, é fato que os resultados aumentam e a satisfação das pessoas com a empresa também.26